Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Dicas e informações úteis

Dicas e informações úteis

loading...

Creio que o melhor que podemos fazer para deixar de fumar sem esforço (se é que isso é possível), é aproveitar o que a tecnologia actual nos oferece.

 

Este é o meu testemunho e o meu caso: Fumava 2 maços de LM por dia (e ás vezes não chegava).

 

O CICLO NORMAL DO FUMO

 

Isto foi um termo que eu inventei agora, isto é, andamos sempre no nosso ritmo normal de fumadores.

Pessoalmente, se fumasse 43 cigarros num dia e me dissessem para cortar num e fumar só 42 eu já ficava chateado.

Isto porque estavam a mexer no meu ritmo normal de fumador, e eu não me quero esforçar nem reduzir em nada.

 

Como quebrei com isto?

Com o Iqos da Marlboro, o tabaco aquecido. Ok, não satisfaz tanto como o cigarro normal (sim - não há nada que chegue a uma boa cigarrada) mas disfarça bem. E o importante para mim foi disfarçar e interromper com o tal ciclo normal de fumador. Passa 1 horita, passam 2 horitas, e lá estava eu com o tabaco aquecido, o tal Iqos.

 

Ás tantas, o cigarro normal, começamos nós a perceber, sabe mal. Eu nem sou muito esquisito, mas admito e temos que admitir: Se a gente interromper com o ciclo normal de fumadores, o tabaco sabe na realidade mal.

 

Depois do Iqos, comecei a fumar o cigarro electrónico. Mais um passo, mais um etapada. Passa uma horita passam duas, e ás tantas, desde que faça fumo está bom. Ok, como disse não ficamos tão satisfeitos mas a coisa disfarça.

 

No meu caso, não utilizei pastilhas de nicotina, ou outros produtos farmacêuticos, nem nada em especial.

A força de vontade também não era muita, mas atualmente estou com o cigarro eletrónico e sem qualquer nicotina.

Faz fumo, vaporizo por desporto, e realmente disfarça e não penso em cigarros de maço. Sabem-me mal, sei que vai saber mal e não me apetece dar um bafo naquilo.

 

Como disse, este é apenas o meu caso, o meu testemunho no blog das dicas e informações úteis.

 

Boa sorte e já sabe: O mais dificil é quebrar o ritmo: O nosso ritmo: Aquele que nos sabe tão bem e que nos irrita que nos toquem nele. Eu sei o que isso é. Acho que já fumei bem a minha parte neste vida. Chega.

 

CONCLUSÃO

 

Cada caso é um caso. Se você está sem muita força de vontade ou está assim assim, vai não vai talvez a seguinte frase até seja irritante mas é verdade: Só há uma coisa melhor que fumar uma cigarrada: É deixar o cigarro.

É duro: O nosso amigo cigarro, não me alongo mais, porque também pesquisei muito na internet e nada me serviu.

 

Já sei que o melhor é a força de vontade e blá blá blá que ninguém manda mais que o nosso cérebro.

Mas no meu caso, o que resultou foi realmente ir disfarçando e aperceber-me que secalhar até posso viver sem o meu amigo cigarrinho.

 

dew.jpg

 

 

Boa sorte..!

 

PS: Aceitam-se comentários abaixo com a vossa experiência.